Cinema

Warner irá reestruturar DC Films após fracasso de Liga da Justiça

Uma reportagem da Variety revelou como o resultado decepcionante de Liga da Justiça tem repercutido nos corredores da Warner Bros. Pictures.

De acordo com a publicação, a companhia planeja uma reestruturação da DC Films, a divisão cinematográfica destinada a supervisionar os filmes da DC.

O produtor Jon Berg, que trabalhava junto com Geoff Johns na DC Films, vai deixar o segmento das adaptações dos quadrinhos e seguir para outros projetos dentro da Warner Bros. Pictures.

Além disso, a companhia estuda a ideia de eliminar a divisão e manter a DC Films sob o mesmo teto da Warner Bros. Pictures. A divisão havia sido criada espelhando o que ocorre com a Marvel Studios na Disney, mas a Warner pode se reorganizar mantendo toda sua divisão cinematográfica unificada.

content_pic.jpg
Fonte da imagem: Divulgação/Warner Bros. Pictures

Dessa maneira, a DC Films não ficaria mais em um prédio separado no complexo da Warner em Burbank (Los Angeles). Vale dizer que a Sony e a Fox produzem seus filmes de super-heróis sob o mesmo selo de suas outras produções cinematográficas, sem essa separação. A mudança no lote da DC deve acontecer já em janeiro.

A frustração da Time Warner com Zack Snyder e as bilheterias

A reportagem da Variety conta ainda que a Time Warner (o grande conglomerado do qual a Warner Bros. Pictures faz parte) ficou frustrada com a insistência dos executivos em trabalhar com o diretor Zack Snyder depois da repercussão negativa de Batman vs Superman.

A Time Warner está também irritada que cada filme da DC arrecada cada vez menos nas bilheterias (com exceção de Mulher-Maravilha), chegando ao caso preocupante de Liga da Justiça – que deveria representar para a DC o que Os Vingadores foi para a Marvel.

No entanto, o recente longa chegará apenas aos US$ 600 milhões, e não conseguirá pagar seu orçamento de cerca de US$ 300 milhões (lembrando que as salas de cinema ficam com 50% do valor do ingresso). Em comparação, Os Vingadores fez US$ 1,5 bilhão mundialmente.

content_pic.jpg
Zack Snyder em foto durante as filmagens de Liga da Justiça. Fonte da imagem: Divulgação/Warner Bros. Pictures

A companhia, no entanto, sabia dos problemas de Liga da Justiça desde o começo! De acordo com a publicação, executivos do estúdio ficaram alarmados com uma primeira versão do filme devido ao seu tom sombrio.

Depois que Snyder se afastou para ficar com a família e Joss Whedon foi chamado para finalizar a produção, o estúdio percebeu que já era tarde, pois havia muito material filmado e pouco espaço para realmente “melhorar” o resultado.

Ainda segundo a Variety, os executivos perceberam muito cedo que a decisão de Snyder de ter o Lobo da Estepe – uma criação em CGI (imagens criadas em computador) – como o grande antagonista do filme era um erro.

Tudo isso indica que Snyder não retornará muito cedo para a cadeira de direção, ainda que mantenha o crédito de produtor em futuros filmes da DC.

E o Batman?

A matéria da Variety coloca ainda mais lenha na fogueira em outro assunto espinhoso do Universo DC: afinal, Ben Affleck continuará ou não interpretando o Homem-Morcego nos cinemas?

content_pic.jpg
Bruce Wayne de Ben Affleck em apuros! Fonte da imagem: Divulgação/Warner Bros. Pictures

A resposta é sim, e não. A reportagem conta que o diretor Matt Reeves, que foi contratado para dirigir o filme solo do Batman, quer um novo ator usando o uniforme do Morcego (e há rumores de que Jon Hamm estaria pleiteando o papel!).

No entanto, Affleck é esperado para viver o Batman em Flashpoint, o longa do velocista escarlate. Isso traz a ideia de que a companhia estaria planejando adaptar o Multiverso para as telonas (ideia reforçada pelos projetos fora de continuidade, como o filme de origem do Coringa).

De qualquer forma, mudanças são esperadas em breve para o futuro da DC Films e seu universo estendido de filmes.

Fonte 

O que você acha?

{{{ comment.name }}} {{ comment.time_posted }}

{{{ comment.body }}}