Series

Supernatural: episódio teve Lucifer aliado e morte (e ressurreição) de um dos irmãos

[Este texto contém spoilers do episódio 13x21 de Supernatural ainda não exibido no Brasil]

Que a morte não significa mais nada em Supernatural nós já sabíamos faz tempo. Com - talvez - a exceção de John Winchester, todos os personagens mortos voltaram de alguma forma.

Agora, o episódio 13x21 dessa temporada leva isso ao extremo quando mata e ressuscita um dos protagonistas em minutos. Nada dramático e um pouquinho preguiçoso, vai?

Recapitulando

Dean, Sam, Castiel e Rowena descobrem que precisam de Lúcifer para abrir a fenda e entrar no outro mundo. Apesar de Sam ser veementemente contra a ideia de se unir ao demônio novamente, Cas o convence ao lembrar que Lúcifer “já está lá fora por causa deles, e eles estão apenas evitando lidar com ele”.

Então, Sam decide tirar o melhor proveito de uma situação ruim e apresenta um plano: Gabriel usa um de seus truques para enganar um Lucifer melancólico, enquanto Rowena prende suas mãos com um feitiço. Então, em vez de tomar apenas um pouco de sua graça, eles continuamente o drenam, para manter a fenda aberta por mais de 24 horas.

Enquanto Rowena fica para trás para ficar de olho em Lúcifer, os rapazes partem para o mundo apocalíptico para salvar Mary e Jack.

Eles descobrem que o caminho mais rápido para Dayton é passando por um ninho de vampiros e, sendo eles os Winchesters, decidem atravessar por ali mesmo. E é assim que Sam acaba sendo morto e arrastado por vampiros, chamando o nome do irmão, que assiste horrorizado.

content_pic.jpg
Os vampiros de Supernatural não tem nada de charmosos e atraentes

Quando Dean tenta ir atrás do corpo de Sammy, Cas declara: "Ele se foi. Nós não temos tempo. Dean, não podemos salvá-lo”. Com o coração partido, o irmão mais velho e o resto do grupo continuam até Dayton, onde são recebidos por Mary.

Nesse meio tempo, Sam é ressuscitado por Lúcifer, que foi acidentalmente jogado no mundo do apocalipse durante uma briga com Rowena. Lúcifer quer um relacionamento com seu filho, então ele planeja trazer o caçador para Jack como um presente. Dado o quão oposto Sam era de trabalhar com Lúcifer no início do episódio, não é surpresa que ele esteja relutante em concordar com o esquema. Mas sua única outra opção é a morte - novamente. Então, um Sam em conflito entra no acampamento com Lúcifer logo atrás dele, para o choque de Dean.

content_pic.jpg
Sam Winchester já utilizou pelo menos umas 5 de suas 7 (ou mais?) vidas.

A morte express de Sam teve um propósito bem claro: “limpar a barra” de Lucifer com seu filho Jack e justificar que o Winchester considere aceitar favores do diabo em um futuro próximo. Talvez ele inclusive já esteja bem próximo, digamos... no 13ª season finale de Supernatural, que vai ao ar no dia 17 de maio?

Fonte 

O que você acha?

{{{ comment.name }}} {{ comment.time_posted }}

{{{ comment.body }}}