Series

Próximo episódio de The Walking Dead promete grandes acontecimentos

The Walking Dead chega à midseason finale da oitava temporada no próximo domingo (10), deixando os fãs ainda mais ansiosos, já que a série tem o costume de apresentar momentos impactantes nesse ponto da narrativa. Um dos exemplos mais icônicos disso é a revelação de quem estava dentro do celeiro quando Shane (Jon Bernthal) ainda era o opositor de Rick Grimes (Andrew Lincoln).

A trama tem apresentado situações bastante marcantes para as comunidades de Hilltop, Alexandria e Reino, além de uma reviravolta no que os Salvadores passaram durante todo o oitavo ano. Veja abaixo o que tende a acontecer no episódio “How It’s Gotta Be”.

Um fim ao Padre Gabriel

Desde o ataque das comunidades contra os Salvadores, o Padre Gabriel (Seth Gilliam) entrou em uma situação complicada. Ele acabou se tornando refém do vilanesco Negan (Jeffrey Dean Morgan) ao tentar se salvar, logo após ser passado para trás por Gregory (Xander Berkeley). A partir daí, o personagem mais religioso da série ainda fica doente e é tratado no Santuário.

Assim como houve no ano anterior, um membro da Alexandria se tornou refém de Negan e teve um final trágico. Ele pode ser utilizado como um recurso de chantagem contra os sobreviventes comandados por Rick ou simplesmente morto de uma forma chocante, como prova de quem realmente está no comando. Também vale ressaltar que nos quadrinhos o Padre Gabriel morre pendurado em uma escada, já que ele fica preso nela enquanto é devorado por zumbis. Uma cena do episódio anterior fez referência a isso, o que pode indicar o destino dele.

content_pic.jpg

O misterioso helicóptero

Há alguns episódios, Rick Grimes viu um helicóptero sobrevoando os arredores das comunidades, mas quem estaria no controle da aeronave? Qualquer comunidade com um recurso desses seria capaz de desequilibrar o confronto entre eles, desde que soubesse como o usar eficientemente.

Alguns fãs acreditam que aquilo seja apenas algo que faça referência ao spin-off Fear The Walking Dead, enquanto outros veem a possibilidade de novos aliados aparecerem para ajudar Alexandria contra Negan. Desde o arco do Governador, não há um aparato de guerra que possibilite um ataque massivo versus o grupo adversário.

O adeus de Carl

Chandler Riggs tem sido o principal ator a ser questionado sobre a permanência na série durante os próximos anos, o que deixaria a trama sem Carl, tornando-a bastante divergente dos quadrinhos. Parte desses rumores sobre a saída dele são fundamentados no fato de que ele estaria disposto a participar de outros projetos, algo que dificultaria a agenda dele com The Walking Dead.

Negan sempre ameaçou Rick ao usar Carl como o principal alvo para um possível ataque letal. Por mais que os dois personagens tenham criado algum tipo de relação tensa quando estiveram lado a lado, nada abalaria mais fortemente o líder de Alexandria do que ver o próprio filho morto.

content_pic.jpg

Alguém perde um membro do corpo

Negan já falou com Rick sobre fazê-lo cortar o braço de Carl, o que seria uma referência ao que o líder de Alexandria sofre nas mãos do Governador. No entanto, isso requer mais recursos de efeitos visuais para camuflar a parte do corpo sem a qual o personagem ficaria.

Nas HQs, quem acaba sofrendo com isso é Heath. Os Salvadores utilizam granadas em um dos seus ataques e acabam eliminando uma das pernas dele. Como o personagem não aparece desde que Oceanside ganhou enfoque, é provável que a produção dê esse destino a outro sobrevivente.

Os Salvadores serão temidos novamente

É iminente o contra-ataque de Negan e seus comandados contra as comunidades que antes serviam aos seus desejos. Como o Santuário conseguiu se recuperar da horda de zumbis que cercava o local, graças ao plano “genial” de Daryl (Norman Reedus), agora é a hora de eles se vingarem de quem está ao lado de Rick. Essa perspectiva ganha ainda mais força com base nas propagandas do próximo episódio.

Além disso, o próprio nome do episódio, “How It’s Gotta Be”, soa como uma frase do Negan no meio de seus discursos antes de atacar alguém violentamente. Pessoas da produção e até mesmo Katelyn Macon, intérprete de Enid, comentaram que a midseason finale vai ser chocante. Para que isso seja verdade, a morte de algum personagem querido deve acontecer.

Você ainda acompanha The Walking Dead com a mesma vontade de antes ou esta temporada não o animou a continuar vendo a jornada dos sobreviventes? Qual é a sua expectativa para a midseason finale? Conte pra gente nos comentários.

Este texto foi escrito por Gustavo Rodrigues via N-experts.

O que você acha?

{{{ comment.name }}} {{ comment.time_posted }}

{{{ comment.body }}}