Series

Grant Gustin, o Flash, também se pronuncia sobre assédio de produtor no set

O ator Grant Gustin, que interpreta o velocista The Flash na TV, seguiu o colega Stephen Amell e as atrizes Melissa Benoist e Emily Bett Rickards sobre as acusações contra um produtor das séries dos heróis da DC na CW.

Na última sexta-feira, o produtor Andrew Kreisberg foi suspenso de suas funções nas séries da CW enquanto a Warner Bros. TV investiga as alegações de má conduta no set. O produtor foi acusado por 19 pessoas, que relataram casos de toque inapropriado, pedidos de massagens, comentários de teor sexual sobre a aparência de mulheres, além de beijos sem permissão.

Na segunda-feira, as atrizes Melissa Benoist (a Supergirl) e Emily Bett Rickards (a Felicity de Arrow) comentaram a polêmica através das redes sociais. E na terça, o ator Stephen Amell deixou sua opinião sobre o caso, declarando que “Se você não é parte ativa da solução, então você é parte do problema”.

content_pic.jpg
Grant Gustin, o Flash, também se pronuncia sobre assédio de produtor no set. Fonte da imagem: Reprodução/IMDb

Confira abaixo a tradução da postagem de Grant Gustin no Instagram:

Às vezes eu posso esquecer que vivo em um mundo onde nem todos têm os mesmos direitos e privilégios que eu. Eu percebo que é o fato de ser privilegiado que me faz esquecer.

Escutar que diferentes homens, especialmente na indústria em que trabalho, menosprezam as mulheres, abusando tanto fisicamente quanto emocionalmente se tornou uma ocorrência diária. Isso não está certo. Isso não pode se tornar nosso novo normal.

Nas últimas semanas, não tinha certeza do que dizer, então deixe-me dizer isso. Eu quero ser melhor. Quero ser um homem melhor, um aliado melhor. E eu particularmente quero que todas as mulheres da minha vida saibam que as ouço, estou com elas e as apoio.

Eu admiro não apenas as mulheres que falaram nessas últimas semanas, mas qualquer mulher que já tenha feito isso. Não consigo imaginar o quão aterrorizante deve ser, e a coragem e a força precisam ter. Essas mulheres são as verdadeiras super-heroínas, e devem ser tratadas como tal.

Fonte 

O que você acha?

{{{ comment.name }}} {{ comment.time_posted }}

{{{ comment.body }}}